3 de novembro de 2008

Já sei o que Deus quer, e agora?


O mais importante passo já foi tomado, que é saber a vontade do Pai para nós. Agora é necessário entendermos em que tempo isso se cumprirá. Nas vidas dos homens e mulheres que Deus usou houve sempre um tempo que antecedia ao cumprimento do propósito.
Noé demorou cerca de 50 a 60 anos entre o mandamento para construir a arca e o dilúvio (tempo aproximado). Moisés passou parte da sua vida no Egito, para depois então descobrir seu propósito, mesmo assim ainda passou um bom tempo no deserto para só depois ir até Faraó interceder pelo povo. Paulo depois da sua pregação em Damasco e em Jerusalém, ele ficou "sumido" uns anos, tempo valioso para receber convicções amadurecidas e estatura espiritual de que ele necessitaria em seu ministério. Os profetas: Elias, Eliseu, Jeremias... todos tiveram um tempo em que foram "gerados".

Esse time é muito importante e não deve ser ignorado de forma alguma. De uma forma muito especial o Espírito Santo vêm sobrenós e gera em nós o caráter, a convicção, o amor e o prazer necessário para que desenvolvamos bem o que nos foi proposto.

Enfim, Deus nos revela Sua vontade e Ele mesmo nos prepara para ela. Perceba que não há um tempo estipulado para que isso aconteça, havendo uma variação de pessoa para pessoa. Sendo aprovado numa etapa, rapidamente você já passa para a seguinte,e essa aprovação numa determinada atitude, pensamento, sentimento pode levar algum tempo, ou ser imediata, sempre variando de acordo como estivermos dispostos à correspondermos com o Espírito Santo e com o que nos é proposto.

Eu creio que existam três etapas para que cheguemos ao ponto de exercermos à todo o vapor um ministério.

1ª etapa - Sabermos qual é o nosso lugar no corpo de Cristo, para quê em específico Deus me chamou.
Existe um chamado em comum à todos os filhos de Deus, que é adorá-lo e levar o evangelho do Reino à todos - IDE! Mas há algo específico para cada um. Cabe a nós buscarmos do Pai o que é. Ouvir o Espírito Santo. Isso pode levar um longo tempo, ou
dependendo da nossa intimidade com a Voz de Deus, pode ser rápido.
Daí vem a questão de aceitarmos o que DEUS quer de nós e nos oferecermos para cumprir. Romanos 12:1 nos revela que é necessário nos apresentarmos como sacrifício, ou seja, morrendo para a carne. Nesse ponto muitos caem, por que querem fazer o que acham certo e não o que Deus quer que façam. Bem, isso já vimos em estudos anteriores. Nessa etapa é muito importante observarmos nossos talentos e dons, eles quase sempre apontam o que Deus quer do nosso ministério. Na verdade costumo dizer que eles são a dica de Deus para decifrarmos a charada, dons e talentos indicam o designo de Deus. Outra dica, é nos identificarmos com personagens bíblicos e seus ministérios, isso revelará por qual causa nosso coração queima.

2ª etapa - Sabedores de qual é o nosso chamado específico, partiremos para a segunda etapa. O tempo de gestação desse chamado. Afobação e a queima dessa etapa nos leva a desorientação, frustação e exaustão espiritual. Sem falar que exerceremos algo para o qual ainda não recebemos treinamento necessário.
Um soldado precisa ser treinado física e mentalmente para aguentar as agruras da guerra. Um médico precisa estudar 6 anos e ainda fazer mais 2 de especialização para então exercer a medicina sem ter o perigo de sacrificar nenhuma vida. Nosso preparo é exatamente assim... precisamos ter um treinamento para sermos firmes no que vamos fazer, sermos sábios, cautelosos, e não sacrificarmos ninguém com a nossa imaturidade e despreparo.
Nesse tempo vem as experiências que nos fortaleceram e nos darão uma bagagem para toda uma vida. Adquirimos uma solidez e aprendemos a sermos constantes e o nosso coração é apurado, ficando somente o que é inabalável e necessário para a caminhada.

3ª etapa - Comissionamento.Finalmente a última parte, quando somos comissionados, ou seja, recebemos o encargo, imcubência de fazermos o que nos foi proposto e que fomos treinados a fazer. Em direito essa palavra tem um significado muito especial que se encaixa perfeitamente. "mandato ou jurisdição delegada por um magistrado(Deus) noutro (nós) para o desempenho de funções determinadas." Yes, obreiros aprovados, agora mãos à obra. Há uma grande diferença entre chamado de Deus para algo e o comissionamento para aquele propósito.

Muitas vezes por sermos cheios de conhecimento sobre o assunto para o qual fomos designados nos sentimos na posição de imediatamente exercermos o nosso chamado, mas no Reino de Deus não é necessário apenas saber é preciso viver e ser.

Em tudo devemos sempre nos lembrar que: "Nós não somos chamados tanto a fazer alguma coisa, quanto o somos à SER - sermos conforme JESUS!" - Tomy Tenney
Em nossa vida não podemos cair no erro de priorizarmos o que temos que fazer sobre o que temos que ser. Ser como Jesus para então praticarmos suas obras. "Ser como Jesus no caráter e como Cristo nas nossas obras."

Que passemos pelas etapas e sejamos aprovados para tão grande obra que há. A seara é grande... mãos à obra!

4 comentários:

ferramentasblog disse...

Roberta,
primeiro, obrigado pela visita ao Ferramentas Blog.
Segundo, parabéns pelo blog dedicado ao reino de Deus. Poucas são as pessoas q têm coragem de tornar pública a fé q tem...

Tb tenho um blog para comentários teológicos e bíblicos (entre outros assuntos concorretes: http://lemosideias.blogspot.com/

Marcos Lemos

maria disse...

DEUS nos escolheu para dedicarmos a ELE todo louvor e adoração.DEUS nos deu condiçãõ de filhos,nos redimiu dos pecados,nos abundou grandimente com sua graça. Levanta a cabeça como verdadeiros filhos de DEUS.O DON ELE JÁ DEU A VOCES É RESPOSABILIDADE DE VCS CUIDAR.

ferramentasblog disse...

Indiquei seu blog para um Selo de qualidade...
confira:
http://ferramentasblog.blogspot.com/2008/11/selos-de-qualidade.html

Marcos Lemos

ferramentasblog disse...

Agora vc faz o mesmo.
Criar uma postagem falando do selo que recebeu e indique outros para receber...

Postar um comentário

Obrigada pela visita... volte sempre!